Simplex
Simplex
Simplex
Simplex

Simplex

Ópera Cómica de Câmara Multimédia

Produção Quarteto Contratempus 2019
Coprodução: Teatro Municipal do Porto
Apoio DG Artes

Sinopse

Repórter Geneviève chega a Vila Velha do Pinheiro a meio do discurso fúnebre do presidente da junta, Amadeu Sobral – uma homenagem a uma personalidade local. A repórter aborda o presidente sobre os métodos revolucionários da junta – simplex. O autarca explica as virtualidades implantadas por ele, tão avançadas em termos tecnológicos para tão recôndita vila portuguesa. Tudo se deve à vinda de BJ, um americano que se rendeu aos encantos da serra e é adviser do presidente em todo o género de start-ups rurais e quejandos. O presidente convida a jornalista a conhecer a terra e os planos da autarquia. Geneviève vai-se rendendo aos encantos de Vila Velha do Pinheiro e a outros, que o coração não é de pedra. Telefonemas inoportunos, televisões avariadas, Cupidos confluem para uma cerimónia final. Viva o amor, viva o avanço tecnológico, viva Vila Velha do Pinheiro!

Ficha Técnica

Libreto Carlos Tê e José Topa Composição Telmo Marques Encenação António Durães  Intérpretes Teresa Nunes (soprano) Miguel Leitão (tenor) Crispim Luz (clarinetista) Sérgio de A (pianista) Susana Lima (violoncelista) Desenho e Operação de Luz Mariana Figueroa Desenho e operação de Som André Leite Conceção do Projeto de Ilustração Sara Feio Animação e Mapeamento da Cenografia Digital Hugo Mesquita Figurinista Rita Sá Costureira Cristina Miranda Construção e montagem das Estruturas Cénicas Américo Castanheira I TUDO FAÇO I, Hélder Mota Produção Carlos Silva Produção em Circulação Tatiana Rocha Comunicação (Estreia) Joana de Belém Teasers e imagem gráfica Hugo Mesquita Apoio à conceção de grafismo de materiais de divulgação Cátia Lima Registo vídeo e fotográfico Luísa Freixo e Marta Figueroa

Testemunhos
Com o apoio de:
Coprodução:
Parceiros:
Projeto financiado por:
Project details