Delícia de Morangos e Chantilly

Delícia de Morangos e Chantilly

Cantata Cénica Multimédia

[Estreia] 10 de Setembro às 19h00 no Casa da Música – Porto

Sinopse
Imaginem tipo um piano bar, mas tipo não exatamente: uma espécie de espaço de ensaios tipo de uma banda sinfónica. De qualquer maneira, isso não interessa tipo nada. A grande questão é que tipo a Bunny, a modos que personagem principal, está apaixonada pelo Benny, que é tipo secundário. Há, todavia, um problema entre eles, derivado tipo das vicissitudes da vida. Entretanto, diz que a coisa só se resolve com a intervenção de um Áugure e de uma Sacerdotista — e é isso que nós queremos ver…

Equipa
Libreto: Edward Luiz Ayres d’Abreu em colaboração com o ChatGPT e outras fontes de inteligência artificial
Composição: Pedro Lima
Encenação: António Durães
Maestro: Jan Wierzba

Intérpretes:
Bunny, tipo coelhinha (Teresa Nunes, soprano)
Benny, amor da sua vida (Faltou aos ensaios)
Áugure (Miguel Leitão, tenor)
Sacerdotisa (Carolina, violoncelo)
Boris, pianista (Bernardo, tenor-piano)
Atchim, barman (Crispim, clarinete)
O resto dos bêbedos (Banda Sinfónica Portuguesa)

Figurinos e Adereços: Patrícia Costa
Desenho Multimédia: Hugo Mesquita
Desenho de Luz: Mariana Figueroa
Desenho de Som: José Afonso Monteiro
Conceção do espaço cénico coletiva
Construção de cenografia: Rui Azevedo
Produção: Marta de Baptista
Direção de Cena e Assistência de Produção: Maria João Ferreira
Correpetição: Marta Silva
Maestro Assistente e Legendagem: Tiago Brás
Voz Off: Ana Rosa Silva e Natalie Gonçalves
Registo Fotografico: Pedro Sardinha
Teaser: Miguel F

Agradecimentos: Pedra Nova e Rei das Bifanas
Cocriação entre a Banda Sinfónica Portuguesa e Quarteto Contratempus
Apoio: Casa da Música
O Quarteto Contratempus é uma estrutura financiada pela República Portuguesa – Cultura / Direção Geral das Artes

Project details