Paramos ou Morremos

Paramos ou Morremos

Ópera em formato Audiowalk

Produção Quarteto Contratempus 2021
Coprodução Município de Mondim de Basto

Sobre o Projeto

O projeto Audiowalk Paramos ou Morremos, propõe uma desconstrução do formato ópera e a procura de novas ferramentas de criação e mobilização do género. O Quarteto, desde sempre preocupado com disseminação e difusão da ópera e da música portuguesa, tem dedicado a sua procura artística para criação e descoberta de novos caminhos que permitam fazer a ópera chegar a todos os públicos, promovendo a desmistificação do género e o fim da segregação de classes na fruição cultural.

Simultaneamente, este projeto surge como resposta às restrições de segurança e medidas de prevenção em vigor, importantes para combater a pandemia que vivemos, mas tão nefastas para todo o setor cultural. Assim, esta audiowalk surge de uma reflexão sobre os porquês de termos chegado aqui e dá voz a uma das perguntas mais prementes dos tempos que vivemos: porque é que isto está acontecer? Até quando vai acontecer? Vai voltar a acontecer? O que é que podemos fazer para que deixe de acontecer?

Foi a partir destas perguntas que tropeçámos no grande tema deste projeto: sustentabilidade. Cada vez mais nos questionamos se não são os hábitos e o estilo de vida que temos vindo a cultivar, cada vez mais afastados de um estado natural e mais próximos do estado tecnológico, que acabam, irremediavelmente, por nos colocar em perigo. Se por um lado enfrentamos as consequências de um aquecimento global semeado pelas inúmeras revoluções industriais do mundo ocidental, por outro está na altura de sensibilizarmos e consciencializarmos os públicos de que o indivíduo também tem direito a um papel nesta história e de que ainda vamos a tempo para evitar um colapso ambiental à escala planetária.

O indivíduo é fundamental na luta contra o relógio de retornar o planeta a um estado saudável. É imperativo desenvolvermos estilos de vida sustentáveis e, acima de tudo, é urgente consciencializar, sensibilizar e capacitar a comunidade alcançada com as ferramentas e meios necessários para praticar ativamente a sustentabilidade. Esta não é, claro, uma tarefa impossível. Colocar um fim ao consumo excessivo é uma arma ao alcance de todos: sem procura, a oferta torna-se despropositada e, consequentemente, diminui. É imperativo que a mensagem seja clara para todas as comunidades de que este é um trabalho de todos que se inicia na esfera individual e não apenas na esfera político-económica, é importante que todos tenham consciência de que se não pararmos, morremos.

Data Prevista de Estreia
Datas Previstas Residências Artísticas

23 a 26 de Agosto de 2021

5 dias em Maio de 2021,  5 dias em Junho de 2021, 5 dias de Gravação em Julho 2021

Coprodução
Parceiros:
Projeto financiado por:
Project details